Museu Judaico: confira a programação cultural deste mês

In ABCD, Canto do Joca, Cultura On
Museu Judaico de São Paulo. Foto:Divulgação

MUJ discute, acima de tudo, as memórias e democracia de pessoas LGBT+, indígenas e quilombolas.

Além disso, ressalta a importância dos museus na promoção da inclusão social e da diversidade, fundamentais à democracia.

18 a 24.09 – Segunda a Domingo

17ª Primavera dos Museus
A temporada cultural organizada pelo Ibram, de 18 a 24 de setembro, tem como tema, em primeiro lugar, “Memórias e democracia: pessoas LGBT+, indígenas e quilombolas”.

O tema deste ano ressalta, por exemplo, a importância dos museus na promoção da inclusão social e da diversidade, fundamentais à democracia.

21.09 – Quinta-feira

19h | Noites de Escuta
Nilton Bonder conversa com Thais Pimpão e Fábio Sá, participação especial Ariela Doctors

Em Noites de Escuta, o rabino, escritor e dramaturgo Nilton Bonder recebe, da mesma forma, pessoas do diverso campo cultural brasileiro para momentos de escuta coletiva, na qual narrativas e visões pessoais acerca do viver são o centro do palco.

A cada noite, portanto, a escuta de poemas arremata o encontro, reabrindo os sentidos poéticos do diálogo.

23.09 – Sábado

11h30 | Livro Musical – “Quem destruiu o circo?”
Leitura musicalizada do livro infantil “Quem destruiu o circo?”, da PJ Library, em celebração, em suma, ao mês de Rosh Hashaná (Ano Novo Judaico) e Yom Kipur (Dia do Perdão).

15h | Visita Especial | Memória e democracia: quem somos no mundo?
O MUJ oferece, da mesma forma, a visita especial Memória e Democracia: Quem somos? que visa à reflexão sobre nossas agências e omissões enquanto indivíduos na sociedade.

Nos aproximamos, em suma, de Yom Kipur, data em que judeus refletem sobre si mesmos, seus atos e perdão e é a partir desse contexto, acervo e arte que o roteiro é elaborado.

Essa ação faz parte da programação, acima de tudo, da 17ª Primavera dos Museus.

30.09 – Sábado

11h às 16h | Uma Sucá no parque!

O MUJ vai até o Parque Augusta montar uma Sucá (Cabana) em celebração a Sucot.

Essa festividade judaica celebra a hospitalidade e, também, as diferenças.

Os educadores saem dos espaços do Museu, e mediam a festividade no parque, em uma ação de hospitalidade, escuta e partilha de tempo.

Serviço:

Museu Judaico de São Paulo
Endereço: Rua Martinho Prado, 128 – São Paulo, SP
Funcionamento: Terça a domingo, das 10 horas às 19 horas (última entrada às 18h30), exceto de quinta-feira, que abre ao meio-dia e fecha às 21h
Ingresso: R$ 20 inteira; R$10 meia. Sábados Gratuitos
Acesso, em conclusão, para pessoas com mobilidade reduzida

You may also read!

Prefeitura atende cerca de 200 pessoas no mutirão de prótese odontológica em Diadema

Ação mobilizou, em primeiro lugar, equipe de 50 profissionais de três áreas: Centro de Especialidades Odontológicas, Quarteirão da Saúde

Read More...

Mais de 700 trabalhadores encaminhados para processos seletivos no 3º Feirão do Emprego de Mauá

Apenas uma indústria, no Sertãozinho, selecionou, acima de tudo, mais de 10 currículos de candidatos para entrevistas ao longo

Read More...

AME Mauá reduz pela metade taxa de absenteísmo

Ações de matriciamento e aproximação com a Regulação Municipal causaram queda de 25% para 13% no índice de faltas

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu