Medicina ABC fará 4.000 exames do novo coronavírus nos próximos dias

In Saúde On
- Updated
Dr. Fernando Fonseca.Foto: Eduardo Nascimento, da FUABC

Laboratório de Análises Clínicas da FMABC já realizou 1.200 testes do

SARS-CoV 2 para São Caetano e São Bernardo e acaba de ser credenciado
pelo Instituto Adolfo Lutz para a dispensa de contraprova

O Laboratório de Análises Clínicas do Centro Universitário Saúde ABC / Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) fará 4.000 exames de detecção do novo coronavírus nos próximos dias. Instalada no campus universitário, a unidade iniciou esse trabalho em meados de março. Em menos de um mês foram examinadas 1.200 amostras enviadas pelos municípios de São Bernardo e São Caetano, que mantém parceria com o Laboratório da FMABC. Em 10 de abril, o Instituto Adolfo Lutz publicou no Diário Oficial do Estado de São Paulo o credenciamento da unidade do ABC, dispensando de contraprova os resultados obtidos.

“Os municípios colhem as amostras dos casos suspeitos e nos encaminham. Nós realizamos a análise dos materiais e aplicamos metodologia própria, que desenvolvemos no início deste ano e que nos permite entregar os resultados, em média, entre 24 e 48 horas”, calcula o vice-reitor do Centro Universitário e coordenador do Laboratório de Análises Clínicas da FMABC, Dr. Fernando Luiz Affonso Fonseca.

A equipe do Laboratório iniciou a padronização da metodologia em janeiro e enviou o pedido de credenciamento ao Instituto Adolfo Lutz, que avaliou o protocolo utilizado, a condução da reação, a coleta das amostras e a forma como é feita a extração do material genético-viral. O processo foi aprovado e o Centro Universitário Saúde ABC passou a realizar os exames, cujos resultados positivos eram enviados para confirmação no próprio Adolfo Lutz. A partir de agora, com a publicação do credenciamento, a contraprova não é mais necessária e os casos positivos serão notificados diretamente à Secretaria de Estado da Saúde.

“A partir do início dos testes, o Adolfo Lutz passou a comparar os nossos resultados com os deles, da contraprova. Estávamos na última etapa para o credenciamento, com a coerência da reação já confirmada e resultados concordantes entre FMABC-Lutz. Só faltava a publicação no Diário Oficial para eliminar a etapa da contraprova e, dessa forma, dar mais celeridade ao processo”, informa o Dr. Fernando Fonseca.

Em função da grande demanda, hoje a contraprova pode levar mais de 20 dias para ser liberada.

METODOLOGIA

O exame realizado no Centro Universitário Saúde ABC – FMABC é o de detecção do SARS-CoV 2, o vírus que causa a doença Covid-19. O Laboratório de Análises Clínicas faz a detecção a partir de uma região do gene viral.

A programação atual do Laboratório é para a compra de insumos para 2.000 testes a cada 15 dias. Contudo, hoje o local tem capacidade instalada para realização de 300 exames por dia – ou 7.000 mensais –, o que permite atender outras cidades que eventualmente necessitem do serviço.

Uma vantagem do método desenvolvido na FMABC é que garante maior autonomia, pois utiliza uma reação própria, desenvolvida segundo padrões internacionais e aprovada pelo Instituto Adolfo Lutz. Dessa forma, a unidade não depende necessariamente da compra de reagentes externos, cuja disponibilidade no mercado tem oscilado de maneira imprevisível.

Além do Dr. Fernando Fonseca, integram a equipe responsável pelo projeto os pesquisadores Beatriz Alves, Glaucia Luciano, Matheus Perez, Katharyna Gois e Marina Peres.

You may also read!

Nove ônibus zero, acessíveis, com ar-condicionado e wi-fi renovam frota do transporte público de São Caetano

São Caetano tem, em primeiro lugar, Tarifa Zero, transporte público gratuito, desde novembro de 2023. E agora, além disso, os

Read More...

Mais de 400 entidades de todo o Estado participam da Audiência Pública promovida pela Deputada Carla Morando e MACF

Mais de 400 entidades participaram da Audiência Pública para discutir o Programa Nota Fiscal Paulista, promovida pela deputada estadual

Read More...

Morando sanciona lei que torna obrigatória presença da GCM nas escolas municipais

Medida pioneira, criada pela Prefeitura de São Bernardo em abril de 2023, visa garantir a segurança na comunidade escolar

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu