Santo André é a 4ª no “Cidades Inteligentes” 2021

Em Inovação - No dia
- Updated
Santo André. Viaduto Adib Chammas. Foto: Divulgação/PMSA

Santo André segue, em primeiro lugar, entre as protagonistas nacionais na área de tecnologia e inovação.

Em ranking divulgado pela Conexis Brasil Digital, com a Teleco e Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel), a cidade ficou na quarta posição na edição 2021 do “Ranking de Serviços Cidades Inteligentes”.

Esta é, portanto, a segunda vez consecutiva que a cidade aparece no Top 5 do levantamento.

Na edição de 2020, Santo André ficou, acima de tudo, na primeira colocação. Desta vez, ficou atrás apenas de Uberlândia, Campo Grande e Fortaleza.

O levantamento identifica os 100 municípios com maior oferta de serviços inteligentes para o cidadão.

Plataforma Acto

Todos voltados, além disso, às áreas de mobilidade urbana, e-Gov, educação, saúde e meio ambiente.

Alguns dos destaques que justificam o protagonismo da cidade no ranking são a gestão digital na emissão boletos e certidões online.

Além da plataforma Acto, da Eicon – Inteligência em Controles, que permite a emissão de alvarás, certificados, e demais documentações relacionadas a empreendimentos.

Cidade Amiga da Internet

Em ranking demsetembro também da Conexis Brasil Digital, Teleco e Abrintel, Santo André ficou na sétima colocação como “Cidades Amigas da Internet”.

Em 2020, a cidade já havia sido destaque no ranking por ter sido o município com a evolução mais significativa em relação à edição de 2019.

Passou, à época, da 98ª colocação para a 16ª, representando um ganho de 82 posições de um ano para o outro. Neste ano, o ganho foi de mais nove posições.

A boa colocação demonstra, da mesma forma, que Santo André é uma das cidades mais habilitadas a receber a tecnologia 5G.

Legislação atualizada

Tal evolução deve-se, principalmente, pela atualização das leis para incentivar a implantação de infraestrutura de telecomunicações.

Também, neste sentido, Santo André passou a disponibilizar licenciamento digital de infraestrutura de telecomunicações, por meio da plataforma Acto.

Outro destaque de Santo André é o programa “Conecticidade”.

Entre outros aspectos, a iniciativa vem atuando para que o município seja um laboratório aberto de soluções para cidades inteligentes.

Sempre em parceria com universidades, startups e empresas inovadoras.

Nessa perspectiva, inclusive, o Parque Tecnológico de Santo André, por meio do Hub de Inovação, estimula esses atores no desenvolvimento de soluções tecnológicas e inovadoras para desafios tecnológicos industriais.

Outras ações

O Parque Tecnológico de Santo André, responsável pelas ações de tecnologia e inovação de Santo André também conta com diversos outros programas.

Um deles é o CapacitaTech, uma plataforma que concentra informações e dá acesso direto a cerca de 7 mil cursos na área de TI, a maioria gratuitos, ofertados por empresas do Brasil e do mundo.

As oportunidades de capacitação são promovidas por 80 empresas, como Saga, Qlik, Microsoft, HP Life, Qlik, Dell, Instituto Tim, Sebrae, Senai, FGV, Udemy, Data Science Academy, IGTI, CEcyber, Google, 4 Linux, Intel, AWS e outros.

A plataforma também oferece 42 oportunidades de certificação na área de tecnologia.

Isso para quem quer atestar uma especialização em determinadas tecnologias ou metodologias, incluindo um Guia de Certificações da DB1 Group.

O link de acesso ao CapacitaTech é https://bit.ly/capacitatech-santoandre

O Hub de Inovação, desenvolvido pela Prefeitura de Santo André, apoia e fomenta empresas que queiram desenvolver pesquisas, novos produtos e processos de forma sistemática e continuada.

O Hub de Inovação do Parque Tecnológico faz, da mesma forma, a ligação entre essas empresas e startups, universidades, Centros Tecnológicos e ICTs da região.

Sempre com o objetivo de promover, por exemplo, maior integração e fortalecimento do ecossistema de inovação do ABCD.

Hub de Inovação fecha parcerias

Na semana passada, o Hub de Inovação do Parque Tecnológico de Santo André fechou suas primeiras parcerias na área de construção civil para fortalecer o ecossistema de inovação e empreendedorismo da região.

A Patriani e a Hoppe & Ribeiro se juntaram a empresas como Rhodia Solvay Group, Prometeon, Mercedes-Benz, TIM e outras 16 empresas do Cofip ABC.

Tudo para promover as pesquisas, novos produtos e processos de forma sistemática e continuada.

Já o Bureau de Serviços é, por exemplo, estrutura integrada de atendimento, que unifica a rede de serviços tecnológicos da cidade de Santo André e região.

A ferramenta da Prefeitura de Santo André faz parte, portanto, do Parque Tecnológico de Santo André, e oferece mais de 120 serviços.

Cite

Além do Bureau de Serviços Tecnológicos, o Parque Tecnológico também contará, além disso, com o Cite (Centro de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo de Santo André).

A Prefeitura anunciou, em outubro, a liberação de recursos para a construção do Cite, que terá sede na antiga área da Rhodia Química, em cerca de 7 mil m² de área construída.

Serão investidos R$ 27 milhões oriundos do Ministério do Desenvolvimento Regional, por meio da Caixa Econômica Federal, somados a R$ 2 milhões de contrapartida da Prefeitura.

O local terá área para exposições, eventos, apresentações, espaços para instituições parceiras e para treinamentos no piso térreo e, no piso superior, contará com salas integradas para reuniões, apoio administrativo, coworking, cobusiness, entre outras atividades. A expectativa de entrega é entre 2022 e 2023.

Parque Tecnológico

Atualmente, Santo André conta com o Parque Tecnológico e de Inovação, que é, em suma, parte fundamental da política de desenvolvimento econômico já em operação pela Prefeitura.

Sua missão é, acima de tudo, promover a inovação e competitividade nas empresas, potencializando as estruturas já existentes na cidade e região, estimulando a extensão tecnológica nas instituições de ensino superior e atuando nas oportunidades econômicas do ABC.

O Parque Tecnológico de Santo André traz em sua essência a integração e colaboração entre os atores locais de ciência, tecnologia e inovação.

Ele irá somar-se, além disso, às estruturas já existentes das sete cidades que compõem o Polo Tecnológico do ABCD,

Região com economia altamente relevante para o País.

Ostenta o quarto maior PIB do Brasil, terceiro maior valor adicionado da indústria e, em conclusão, o quinto maior mercado consumidor do País.

Você também pode ler!

São Bernardo tem aval da Caixa para custeio das obras finais da Marginal Ribeirão dos Couros

Prefeito Orlando Morando assinou nesta sexta-feira contrato de financiamento da terceira e última etapa das intervenções O prefeito Orlando Morando

Read More...

Cinco dicas para escolher o sabonete correto

Tipo de pele, parte do corpo e outros conselhos para não errar na hora da compra Limpeza é a primeira

Read More...

Prefeitura realiza curso de formação da Escola de Governo do Executivo Andreense

Projeto 'Transformando Vidas' qualifica profissionais do programa Frente Social de Trabalho Cerca de 50 profissionais do programa Frente Social de

Read More...

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu