Tel: 11 4425-5062 | E-mail: contato@abcdreal.com.br




Artigos

20/07/2014 | Joaquim Alessi

O bicho vai pegar


Coluna Joaquim Alessi para 21-07-2014

O bicho vai pegar
Em bate-papo informal, pouco antes de iniciar a visita à Vila de Paranapiacaba, na abertura do 14º Festival de Inverno, perguntei à ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, como andavam as coisas por Brasília. Aquele tipo de pergunta só para começar a prosa, sem maiores pretensões, mas ela franziu a testa, com ar de preocupação, e respondeu: “Tá bem, ainda tá bem, mas agora o bicho vai pegar...”

Trem-bola
Quem passeia no vagãozinho puxado pela Maria-Fumaça, em Paranapiacaba, em velocidade de tartaruga, é saudado pelo guia com o impacto ‘de uma’ pergunta: “Quem aqui já ouviu falar no trem-bala?” Um gaiato respondeu: “Pergunta pra Dilma, que prometeu isso para a Copa”.

Chama o Frei Betto
Escritor, filósofo, antropólogo, jornalista e teólogo, com mais de 50 livros publicados, assessor de movimentos sociais e aguerrido militante de esquerda nos anos 1960, Frei Betto foi chamado para ministrar a aula inaugural do curso de capacitação a 225 síndicos e representantes eleitos dos conjuntos habitacionais construídos pela Prefeitura de São Bernardo. Só faltou a palestra ser embalada ao som de Tim Maia: “Chama o Síndico!”

Aula no CEU
A aula de Frei Betto foi no CEU. Centro Educacional Unificado Celso Daniel, no bairro Cooperativa, com o tema "Cidadania e Participação Social". O prefeito Luiz Marinho (PT), a secretária de Habitação, Tássia Regino de Menezes, e mais gente do Governo prestigiaram.

Ferramenta
Brincadeiras à parte, Frei Beto lembrou que a participação da população nos governos é ferramenta e instrumento democrático muito forte. "O que vocês conquistaram aqui em São Bernardo se deu porque nesta cidade tem um governo que acredita e estimula a participação dos seus moradores nas decisões de governo", apontou.

Pacto do PAC
A atividade faz parte de pacto do PAC1 da União com São Bernardo. Pelo qual já foram entregues 3.770 unidades habitacionais desde 2009, em 11 empreendimentos que acabaram com os alojamentos provisórios. Além dessas, o município já tinha outras 1.488 moradias. Somadas, tem-se 5.258 unidades em 225 blocos e 44 condomínios.

Estratégico
Marinho ressaltou que o curso faz parte das ações do trabalho social, componente estratégico dos empreendimentos e ferramenta muito importante para que os síndicos e representantes possam se preparar e ter condições de administrar seus blocos, organizando e preservando os espaços das moradias com dignidade e segurança.

Marca
"É um grande desafio, mas desafio bom, por isso a capacitação, para fortalecer a gestão democrática e participativa e estimular a organização autônoma e sustentável dos novos locais de moradia. A participação democrática é uma das marcas do nosso governo", disse Marinho.











Leia a Edição Virtual da Revista ABCD Real